Programador ajudante e aprendiz da comunidade open source.

Instalando o MongoDB no Mac OS X

No mundo dos banco de dados, o MongoDB se destaca entre os bancos do tipo NoSQL. Escrito em C++, o Mongo é um banco orientado a documento, onde podemos trabalhar com uma estrutura dinâmica e manipular dados JSON.

Objetivo

Instalar e configurar o MongoDB no sistema operacional Mac OS X.

Download

mkdir ~/Development
cd ~/Development
curl -O http://downloads.mongodb.org/osx/mongodb-osx-x86_64-2.6.0.tgz
tar zxf mongodb-osx-x86_64-2.6.0.tgz
mv mongodb-osx-x86_64-2.6.0 mongodb

Local

Eu pessoalmente gosto de deixar todos os meus programas na pasta ~/Development, assim posso fazer backup deles sem me esquecer de nada. Porém para não termos que sempre especificar o nome de usuário, pois estará na sua home, vamos criar um link simbólico no /usr/local, lugar comum para se deixar programas do usuário:

sudo ln -s ~/Development/mongodb /usr/local/mongodb

Data Store

Por padrão o Mongo armazena os dados no diretório /data/db:

sudo mkdir -p /data/db

Para evitar o seguinte erro no futuro:

Unable to create/open lock file: /data/db/mongod.lock

Vamos atribuir o usuário corrente (whoami) como dono dessa pasta:

sudo chown -R `whoami` /data

Configurando o Classpath

Dentro do diretório /usr/local/mongodb/bin há vários comandos nos quais podemos executar:

bsondump
mongo
mongod
mongodump
mongoexport
mongofiles
mongoimport
mongooplog
mongoperf
mongorestore
mongos
mongosniff
mongostat
mongotop

Para ser possível executar esses comando sem passar seu caminho completo, precisamos editar o arquivo .bash_profile:

vim ~/.bash_profile

E adicionar o caminho da pasta bin no $PATH do sistema:

export MONGODB_HOME=/usr/local/mongodb
export PATH=${PATH}:${MONGODB_HOME}/bin

Se já existir um export do PATH, basta adicionar o path do Mongo usando o : (dois pontos). Algo como: export PATH=${PATH}:${OTHER_HOME}/bin:${MONGODB_HOME}/bin.

Recarregue o arquivo:

source ~/.bash_profile

Agora podemos executar todos os comandos facilmente:

mongo -version
# MongoDB shell version: 2.6.0

Auto Start

Podemos inicializar o Mongo, basta digitar mongod, de preferência com um & no final para evitarmos que ele morra se fecharmos a aba do terminal. Só que isso não o mantém rodando ao reiniciar a máquina. Podemos configurar sua inicialização automática criando um launchd job:

sudo vim /Library/LaunchDaemons/mongodb.plist

Com o seguinte conteúdo:

<?xml version="1.0" encoding="UTF-8"?>
<!DOCTYPE plist PUBLIC "-//Apple//DTD PLIST 1.0//EN" "http://www.apple.com/DTDs/PropertyList-1.0.dtd">

<plist version="1.0">
<dict>
  <key>Label</key>
  <string>org.mongodb.mongod</string>

  <key>RunAtLoad</key>
  <true />

  <key>KeepAlive</key>
  <true />

  <key>WorkingDirectory</key>
  <string>/usr/local/mongodb</string>

  <key>ProgramArguments</key>
  <array>
    <string>/usr/local/mongodb/bin/mongod</string>
    <string>run</string>
    <string>--config</string>
    <string>/usr/local/mongodb/mongod.yml</string>
  </array>
</dict>
</plist>

Repare que em uma linha indicamos que teremos uma key e logo em seguida dizemos qual o valor pra tal key. Obtendo algo como RunAtLoad=true. No caso do ProgramArguments passamos um array de comandos, sendo que a some deles separados por espaço, formará nosso comando final:

/usr/local/mongodb/bin/mongod run --config /usr/local/mongodb/mongod.yml

O interessante da inicialização é que podemos passar um arquivo de configuração contendo alguns comandos desejados. Vamos criar esse arquivo:

vim /usr/local/mongodb/mongod.yml

Com o conteúdo:

processManagement:
  pidFilePath: '/var/run/mongodb.pid'

systemLog:
  destination: 'file'
  logAppend: true
  path: '/var/log/mongodb/out.log'
  quiet: false

Acesse http://docs.mongodb.org/manual/reference/configuration-options para saber as possíveis configurações.

Agora vamos carregar o nosso job manualmente:

sudo launchctl load /Library/LaunchDaemons/mongodb.plist

Pronto, esta tudo configurado. Você já pode acessar seu banco:

mongo

Para listar os schemas existentes:

show dbs
# wbotelhos_development

Usar um schema:

use wbotelhos_development

Para mostrar as collections do schema:

show collections

Ou mais simples: show tables

Para ver os dados de uma collection:

db.articles.find().pretty()

O .pretty() não é obrigatório, mas é legal para trazer o JSON indentado.

Para buscar um objeto específico:

db.articles.find({ title: 'Sharding MongoDB' }).pretty()

Para mais informações consulte: http://docs.mongodb.org/manual

  1. Sebastian Rogat 2 Out 2014 17:19

    Boa tarde, gostaria de saber como eu edito no terminal e salvo depois???
    Estou no passo "precisamos editar o arquivo .bash_profile:" fico no aguardo...

Em resposta:
(cancelar)
Formate seu código utilizando Markdown.